top of page

Famosas exceções da língua portuguesa


Como todos sabem, a língua portuguesa tem famosas exceções que deixam muita gente em dúvida. Uma delas é sobre o plural de "qualquer". Há quem imagine que seja "qualqueres"? Não, claro que não.


O plural de qualquer acontece no meio da palavra: é "quaisquer". "Qualquer" é um caso de justaposição, que ocorre com a junção de duas palavras que formam um único vocábulo. Assim: qual (pronome variável) + quer (verbo invariável) = qualquer.


Deste modo, temos:

- Qualquer que seja o problema, vamos resolvê-lo.

- Quaisquer que sejam os problemas, vamos resolvê-los.


Outra exceção que causa hesitação é o pronome demonstrativo "aquele", que às vezes pode aparecer com crase. Ué, mas crase em palavra masculina? Sim!


Pronomes desse tipo, incluindo "aquilo", recebem acento grave no "a" inicial sempre que houver um elemento que peça a preposição "a".


Vejamos alguns exemplos:

- Não me refiro a este livro, mas àquele. (a + aquele)

- Essa casa é muito semelhante àquela. (a + aquela)

- Esses filmes remetem àqueles que vimos no mês passado. (a + aqueles)

- O diretor fez referência àquilo que conversamos na reunião. (a + aquilo)


E fica sempre a dica: pintou a dúvida, pesquise! Invista alguns minutos do seu tempo para seu texto não escorregar nas exceções...

Comentários


bottom of page